Ceapro faz um panorama da polêmica discussão. O requisito da “dependência do julgamento” no novo regime da coisa julgada

Foi publicado no Migalhas o texto produzido pelo subgrupo sentença e coisa julgada do Ceapro. O trabalho dos associados enfrenta a existência (ou não) do interesse recursal quando a questão prejudicial for decidida em sentido contrário à principal. Mais uma dificuldade decorrente do novo regime da coisa julgada no ‪#‎novocpc.

Saiba [ + ]